sábado, 6 de dezembro de 2008

A Quinta Inspiradela



Às vezes é estranha a sensação que de repente nos assola e nos transforma em vazio, não temos entranhas, o sangue já não nos aquece a pele, não pensamos, não temos querer, somos apenas um objecto oco que anda, fala, come, bebe... Pura mecânica...
Inspiro, mas um dia guardei e hoje não encontro, o procedimento para expirar...

Sem comentários: