sábado, 29 de dezembro de 2007

A Primeira Inspiradela

Inspiro profundamente pela primeira vez... Os meus pulmões enchem-se de ar frio...
A primeira página inaugurei-a a vermelho, com letras pequenas, cuidadas, redondas, cada uma pensada em pormenor. Escrevia devagar, era importante não haver enganos, alguns minutos antes e com muito aprumo consegui desenhar cornucópias ao cantinho, de certeza que não seria capaz de as reproduzir...
Quanto tempo recuei?
Expiro...

terça-feira, 20 de novembro de 2007

A praia




...Caminho pela praia, está deserta, nada mais para além do mar, da areia, do eco do meu pensamento ou do desvanecer da minha alma... "Vai tudo correr bem" disse ele enquanto se aproxima... e num impulso frenético abro os olhos, está escuro, frio, a lua escondeu-se, as estrelas não cintilam, onde estou?